quarta-feira, março 02, 2005

Violência doméstica

A violência doméstica mata mais mulheres do que o cancro da mama, e não escolhe cor, faixa etária ou estrato social. Todos os meses morrem em Portugal cerca de 5 mulheres, sendo que mais de 1/3 foi assassinada pelo (ex)companheiro. Segundo um estudo realizado em 2002, 82% dos suspeitos são do sexo masculino e 85% das vitimas são mulheres.

Na Europa, uma em cada cinco mulheres é vítima de agressões domésticas, pelo menos uma vez na vida.

A agressão física não é a única forma de violência, uma vez que as mulheres podem ser vítimas de intimação, ameaças, privação económica, agressões psicológicas e sexuais. Considera-se como violência doméstica toda a violência física, sexual ou psicológica. Apesar de ser considerada como crime público, muitas vítimas não denunciam por vergonha, embora a maioria tenha medo.

"Em casa e na comunidade, em tempo de guerra e de paz, milhões de mulheres e raparigas são espancadas, violadas, mutiladas e mortas com inpunidade". Contudo, as mulheres continuam a a sofrer, em alguns dos casos, por não receberem a protecção e ajuda de que necessitam.

Fonte: http://www.amnistia-internacional.pt/